Repensando a ideia de helenização: revisitando o caso de 2 Macabeus

  • Willibaldo Ruppenthal Neto Universidade Federal do Paraná

Resumen

O presente artigo visa analisar o conceito historiográfico de “helenização” à luz do livro de 2 Macabeus e da realidade histórica do judaísmo helenístico. O tema central desta investigação, portanto, é a relação entre os judeus e a cultura grega no período helenístico, a fim de averiguar a validade do termo “helenização” para expressar a situação deste contexto histórico. O autor, após explicar o uso específico do termo grego Ἑλληνισμός em 2 Macabeus como o modo de vida grego imposto sobre a cultura judaica (Ἰουδαϊσμός), analisa como o próprio livro de 2 Macabeus e a realidade histórica contradizem a oposição que o autor de tal livro propõe aos termos.

Biografía del autor

Correspondência: Willibaldo Ruppenthal Neto
E-mail: willibaldoneto@hotmail.com / professor.willibaldo@fabapar.com.br
Bacharel e Licenciado em História pela Universidade Federal do Paraná (UFPR). Mestre em História pela UFPR. Doutorando em História pela UFPR. Membro discente do Núcleo de Estudos Mediterrânicos (NEMED) da UFPR.
Professor das Faculdades Batista do Paraná (FABAPAR), Curitiba, Brasil.

Palabras clave Helenización, Helenismo, Judaísmo, Mundo helenístico, 2 Macabeos, Judíos, Asmoneos, Hellenization, Hellenism, Judaism, Hellenistic World, 2 Maccabees, Jews, Hasmoneans
Compartir
Cómo citar
Ruppenthal Neto, W. (2020). Repensando a ideia de helenização: revisitando o caso de 2 Macabeus. Byzantion Nea Hellás, (39), pp. 169-184. Consultado de https://byzantion.uchile.cl/index.php/RBNH/article/view/60337/63795
Sección
Vetera Graecia – ΑΡΧΑΙΑ ΕΛΛΑΔΑ
Publicado
2020-12-08